quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Falsa pureza


Conquistou-me com olhos penetrantes, sorriso-modelo, rosto endeusado. Encantou-me com palavras bonitas e tentou enfeitiçar-me com atos-pecados. Cativou-me com seu jeito pretencioso de ser. Não era perfeito, o que o tornava ideal. Até que... Quis mostrar-se santo e em tal santidade, meu querido, eu não acredito. Você mantém a crença totalmente ilusória dos fatos, mas eu tenho a real compreensão de tudo. Tentei fazer-lhe entender, mas prefere continuar com essa crença absurda. E já que prefere assim, o que me resta fazer? Continue com sua falsa pureza, porque eu...
Continuarei em busca do amor verdadeiro.



Autora:
 

        

Ps: Relatei o que me acontecia à Daiana do blog Roda Viva
e pedi-lhe para escrever um texto e tai  o resultado amei
muito obrigada.Bejinhos linda.

8 comentários:

  1. Fico feliz que tenha gostado, tentei escrever da forma mais fiel possível.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voce conseguiu então viu adorei mesmo...bjsss

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Eu pensei que estava perdida, e por um momento me senti confusa. Mas percebi depois. O jeito que a Daiana escreve é lindo. No mais, boa sorte pra você Danni.

    Beijos às duas. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concerteza é lindo mesmo e coloca lindo nisso ela tem uma forma muito interresante de usar as palavras certas ...Adoro.

      Excluir
  4. adorei o texto....

    quem já não viveu uma situação semelhante...ou igual?

    mas é isso ai...dar a volta por cima...e continuar...

    meu abraço...

    Zil

    ResponderExcluir
  5. Com toda a fé, vou pelo mesmo caminho,



    Bjkas

    ResponderExcluir

E um artista sempre acha que as coisas podem ser ainda mais bonitas ou melhores do que são.

(Caio Fernando Abreu.
O mergulho do príncipe bailarino, in: Pequenas Epifanias)